SAÚDE

Secretaria Municipal de Saúde de Santana de Parnaíba determina novos protocolos para atendimento de síndromes gripais leves


Foto:(SECOM)

Para conter a superlotação das unidades de pronto atendimento que tem acontecido nos últimos dias por conta do aumento dos casos de coronavírus e das síndromes gripais, causados principalmente pelas baixas temperaturas desta época do ano, a Secretaria de Saúde de Santana de Parnaíba adotou novos protocolos para o atendimento dos pacientes.

A partir de agora, os pacientes com síndromes gripais ou sintomas leves de coronavírus podem procurar a Unidade Básica de Saúde ou Unidade Avançada mais próxima da sua casa para o atendimento. Nas unidades de saúde, os pacientes serão atendidos por profissionais com a competência necessária para diagnosticar as doenças e infecções.
 
Caso necessário, as unidades de saúde ainda contam com todo o suporte para a realização de testes de coronavírus, e os pacientes já saem com a prescrição de medicamentos e o atestado médico, se for o caso. Em situações em que for identificado quadros mais graves, os moradores serão encaminhados para o pronto atendimento mais próximo.

Seguindo os novos protocolos de atendimento, a tendência é de que o atendimento nos pronto-socorros do município seja desobstruído. Com isso haverá também menor tempo de espera para o atendimento, bem como uma considerável diminuição na possibilidade de infecções hospitalares.

CORONAVÍRUS

Santana de Parnaíba segue com uma das menores taxas de mortalidade da região, e apesar do evidente aumento nos casos de infecção pelo vírus em todo o estado, a alta taxa de cobertura vacinal da cidade garante que a maioria dos moradores desenvolva apenas sintomas leves da doença.

Atualmente a cidade segue com o trabalho de imunização contra a covid-19, onde já está disponível a dose de reforço para o público acima dos 12 anos e a 4ª dose para pessoas acima dos 50 anos. Ao todo, já foram aplicadas mais de 385 mil doses de vacina, sendo 140.796 primeiras doses, 132.451 segundas doses e 108.549 terceiras doses. Até o fechamento desta matéria a cidade estava com uma taxa de ocupação de leitos menor a 20%.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






SAÚDE  |   29/06/2022 16h01


SAÚDE  |   28/06/2022 15h59







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb