ECONOMIA

Potencial de consumo em Parnaíba deve chegar a R$ 4,6 bilhões em 2022


Região Central de Santana de Parnaíba - Imagem: Leandro Daher

O consumo das famílias de Santana de Parnaíba deve movimentar cerca de R$ 4,6 bilhões ao longo deste ano. A estimativa é da IPC Maps 2022, especializado há quase 30 anos no cálculo de índices de potencial de consumo nacional, com base em dados oficiais, cujos dados foram compilados pelo jornal O Anhanguera

Desse valor total, as classes A e B são responsáveis por 63,2% do potencial de consumo, cujos valores podem chegar a R$ 2,9 bilhões, cabendo às classes C, D e E , o montante de aproximadamente de R$ 1,7 bilhão. Entre as 21 categorias listadas, a Habitação (incluindo aluguéis, impostos, luz, água e gás) é aquela a qual se destina os maiores valores em todas as classes sociais que somados tendem a atingir R$ 1,2 bilhão, em segundo aparece Veículo Próprio com potencial de gastos superiores a R$ 500 milhões, nas classes A, B e C.

Na classe A o terceiro potencial de consumo fica na categoria de Materiais de Construção, enquanto nas classes B, C, D e E, a Alimentação no Domicílio ocupa essa posição. Já os Planos de Saúde se apresentam na quarta posição apenas nas classes B, e na quinta na A, enquanto na C são os Medicamentos e na D e E é o Veículo Próprio, que nas outras classes aparece em 2º.

Educação

Entre os maiores potenciais de consumo, a Educação é apontada como a 6º na classe A, a 5º na B, a 8º na C e 16º na classes D e E, sendo superado nessa classe por: Eletroeletrônicos, Vestuário, Transporte Público, Calçados, Bebidas e quase empatado com consumo de Fumo.

Na região

Os dados referentes à região, onde são inseridas as cidades de Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco e Santana de Parnaíba o potencial atinge R$ 59 bilhões, ficando também às classes A e B a maior fatia, com 54,1%.

Sobre o IPC Maps

Publicado anualmente pela IPC Marketing Editora, empresa que utiliza metodologias exclusivas para cálculos de potencial de consumo nacional, o IPC Maps destaca-se como o único estudo que apresenta em números absolutos o detalhamento do potencial de consumo por categorias de produtos para cada um dos 5.570 municípios do País, com base em dados oficiais, através de versões em softwares de geoprocessamento.

Este trabalho traz múltiplos indicativos dos 22 itens da economia, por classes sociais, focados em cada cidade, sua população, áreas urbana e rural, setores de produção e serviços etc., possibilitando inúmeros comparativos entre os municípios, seu entorno, Estado, regiões e áreas metropolitanas, inclusive em relação a períodos anteriores. Além disso, o IPC Maps apresenta um detalhamento de setores específicos a partir de diferentes categorias




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM





google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb