ECONOMIA

Renda média do brasileiro recua 9% em um ano, afirma IBGE


Foto:(José Cruz/Agência Brasil)

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, a Pnad Contínua, mostram que o rendimento médio do brasileiro caiu quase 9% entre março de 2021 e deste ano. O levantamento foi divulgado na sexta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisa, o brasileiro recebia, em média, R$ 2.789 em março do ano passado, enquanto em 2022, o valor caiu para R$ 2.548. A redução entre os três primeiros meses de 2021 e o primeiro trimestre deste ano é de 8,7%.
 
Entretanto, a renda média da população subiu se comparado ao último trimestre do ano passo. O levantamento mostra que o trabalhador tinha um salário médio de R$ 2.510, alta de 1,5%.

Para especialistas, o aumento do desemprego e a inflação descontrolada ajudou na redução da renda do brasileiro. Em 2021, o índice inflacionário atingiu 10%, provocando um recuo na capacidade de compra da população.
 
A Pnad Contínua ainda mostra uma estabilidade no número de desocupados no país. Segundo os dados, 11,9 milhões de pessoas estão desocupadas atualmente no Brasil, representando 11,1% da população.

Em dezembro do ano passado, o número era de 12 milhões sem ocupação. Já se comparado ao primeiro trimestre do ano passado a redução é maior. Na época, 15,3 milhões de pessoas estavam sem emprego, ou seja, 14,9% da população.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






ECONOMIA  |   23/06/2022 16h23


ECONOMIA  |   23/06/2022 10h49







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb