LAZER E ARTE

Mangueira e Viradouro são destaques no RJ.


Foto:(Divulgação/RioTur)

Na sexta-feira (22), começou o primeiro dia de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro. Ao todo, seis escolas atravessaram a Sapucaí. Entre os destaques da noite está a São Clemente homenageando Paulo Gustavo, que sofreu com problemas na avenida, e a Viradouro relembrando o Carnaval pós-gripe espanhola.

A primeira escola a entrar na Sapucaí foi a Imperatriz Leopoldinense. A escola homenageou o carnavalesco Arlindo Rodrigues, responsável por conquistar o primeiro dos oito campeonatos da Imperatriz. Pela segunda vez, Iza foi a rainha de bateria e desfilou com uma fantasia verde e amarela.
Imperatriz Leopoldinense. Foto:(Reprodução/Twitter)

O desfile da Mangueira homenageou três membros ilustres da escola: Cartola, Delegado e Jamelão, que apareceram em esculturas, fantasias e alegorias. Na avenida, trouxe referências da história da escola e chamou atenção com os vários tons de rosa pintando a avenida.
 
O Salgueiro levou a resistência preta para a Sapucaí. A escola representou Iemanjá, capoeiristas, pais de santo e ativistas, além de relembrar importantes figuras como o artista Aleijadinho, a escritora Ruth de Souza, Xica da Silva, Zumbi dos Palmares e outros. A rainha de bateria Viviane Araújo desfilou grávida, mostrando a barriga de cinco meses.
Salgueiro. Foto:(Reprodução/Twitter)

O ator Paulo Gustavo foi homenageado pela São Clemente. Participaram do desfile a mãe do humorista Déa Lúcia, o viúvo Thales Bretas e muitos amigos do artista como Fábio Porchat, Tatá Werneck, Samantha Schmütz e outros famosos. A escola enfrentou problemas na avenida com o carro da comissão de frente e com o abre-alas antes de entrar na Sapucaí.
 
Com o primeiro Carnaval após a pandemia da Covid-19, a Viradouro traçou um paralelo entre este ano e a folia pós-gripe espanhola, em 1919. A atual campeã do Grupe Especial do Rio de Janeiro usou referências dos carnavais do século passado, como as influências francesas e teve Erika Januza estreando como rainha de bateria.

Beija-Flor. Foto:(Reprodução/Twitter)

A Beija-Flor fechou a primeira noite de desfiles e estava na Sapucaí já com o dia amanhecendo. A escola homenageou importantes artistas e intelectuais pretos e enalteceu figuras como Carolina Maria de Jesus, Machado de Asis, Abdias do Nascimento, Milton Santos e muitos outros.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



LAZER E ARTE  |   01/07/2022 16h18





LAZER E ARTE  |   01/07/2022 16h11


LAZER E ARTE  |   01/07/2022 15h36







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb