SAÚDE

Estado e municípios divergem sobre o número de casos do coronavírus




Reprodução

Os números até agora divulgados sobre os casos do coronavírus pela Secretaria Estadual de Saúde divergem daqueles informados pelos municípios. Ontem (19) enquanto o órgão estadual apontava que as cidades da região totalizavam 4 casos, a somatória da contagem individual de cada cidade chegava a 14.
De acordo com o boletim diário da prefeitura de Barueri do dia 19, haviam 4 confirmados, número semelhante do dia anterior, enquanto na secretaria do Estado constava apenas 1 caso.

Em Itapevi, mesmo com um óbito suspeito, já que aguarda o resultado dos exames do Instituto Adolfo Lutz, o nome do municipío não aparece . Em Jandira, segundo a secretaria estadual não há casos registrados, mas a prefeitura através de Boletim Informativo confirmou um. Osasco, a maior cidade da região possui 5 pessoas com a Covi-19, porém, o município não consta ainda no órgão do governo Estadual. Já Santana de Parnaíba segundo a prefeitura há dois pacientes com coronavírus, diferente do 1 da secretaria estadual. Apenas os números de Carapicuíba, 2, condizem com o divulgado pela Secretaria Estadual.
 
Dúvidas em Parnaíba
 
Santana de Parnaíba foi o primeiro município da Grande São Paulo a ter caso confirmado de coronavírus, no dia 7 de março, e um segundo no dia 16. Contudo, no decorrer dos últimos dias informações “confusas” não esclarecem claramente a situação do município, já que chegou a ser noticiado ainda ontem (19) que 5 pessoas estariam com a Covid-19 na cidade.

Porém, a conta não fecha, já que há 2 casos confirmados em Alphaville, os outros 3 três talvez seriam oriundos de pacientes internados na rede pública do município. Entretanto,  segundo o prefeito Elvis Cezar em sua “live” do dia 19 haviam 4 pessoas que estavam intubadas, sendo que apenas 1 permanecia nessa situação, o que elevaria para 6, se se realmente estiverem com a Covid-19. Essa informação estava descrita no boletim logo após a transmissão, o que possivelmente gerou a interpretação no aumento de casos. No entanto, a mesma foi posteriormente excluída, ou seja, em nenhum momento a administração pública confirmou mais casos além dos 2 anteriores, o que deixa em dúvida sobre o real cenário dos casos em Parnaíba.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM