EDUCAÇÃO

Bolsonaro extingue medalha em homenagem a Paulo Freire


Foto:(Reprodução)

Um decreto editado por Jair Bolsonaro, publicado no Diário Oficial da União (DOU), retoma o Programa Brasil Alfabetizado e extingue a Medalha Paulo Freire. O prêmio era concedido a educadores ou instituições que se destacaram na luta para erradicação do analfabetismo no Brasil.

Bolsonaro e bolsonaristas frequentemente atacam a imagem de Paulo Freire e questionam os seus métodos.
 
De acordo como o decreto, estados e municípios voltarão a receber auxílio financeiro e técnico do governo federal para alfabetização de jovens acima de 15 anos e adultos, mas a adesão é voluntária.

O Programa Brasil Alfabetizado estava parado desde 2016, segundo dados do próprio Ministério da Educação (MEC), e foi criado em 2003. O programa beneficiou aproximadamente 15 milhões de brasileiros.

Paulo Freire

A vida e a obra de Paulo Reglus Neves Freire foram marcadas por sua clara opção a favor dos oprimidos. Nascido em uma região pobre do país - Recife, Pernambuco, em 1921 - ele pôde, desde cedo, observar as dificuldades de sobrevivência das classes desfavorecidas. Talvez daí tenha vindo a sua indignação contra as injustiças e seu grande desejo: a transformação da sociedade que, segundo ele, devia ser menos autoritária, discriminatória e desigual.

A sua prática na educação, ou sua práxis educativa, como ele preferia chamar, foi sempre coerente com o seu sonho de democracia, desde os tempos de professor de escola, até aqueles em que passou a criador de ideias e "métodos", os quais assistiu serem reconhecidos e divulgados pelo mundo.
 
De acordo com a Google Scholar - ferramenta de pesquisa para literatura acadêmica -, o educador, pedagogo e filósofo brasileiro é o terceiro pensador mais citado do mundo em trabalhos acadêmicos de universidades de humanas.

A pesquisa, realizada pelo professor Elliot Green, indica que o brasileiro foi mencionado 72.359 vezes. O filósofo Thomas Kuhn está em primeiro lugar, com 81.311 citações, e logo em seguida o sociólogo Everett Rogers, com 72.780.

A obra de Freire, "Pedagogia do Oprimido", está entre os 100 livros mais solicitados em universidades de língua inglesa pelo mundo, sendo a única brasileira a entrar na lista. O livro discute a contradição entre opressores e oprimidos e de como é necessário criar uma ação para solucionar essa oposição.
 
O teórico da educação, portanto, não é referência só no Brasil. É reconhecido internacionalmente e já foi homenageado com ao menos 35 títulos de Doutor Honoris Causa por diversas universidades, além de ter recebido prêmios como, por exemplo, o Educação pela Paz da Unesco.

Ele morreu no dia 2 de maio de 1997, aos 75 anos, em São Paulo.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



EDUCAÇÃO  |   04/07/2022 16h17





EDUCAÇÃO  |   04/07/2022 15h55


EDUCAÇÃO  |   30/06/2022 16h15







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb