ELEIÇÕES 2022

Ainda sem partido, Datena comemora pesquisa sobre disputa pelo Senado em SP


Foto:(Reprodução / Band)

José Luiz Datena ainda não bateu o martelo sobre o partido em que, de fato, se filiará para tentar entrar na disputa nas eleições de 2022. No entanto, o apresentador ficou animado com uma última pesquisa de intenções de voto na disputa ao Senado por São Paulo.
 
De acordo com informações da revista Veja, o jornalista aparece na dianteira, com 25,7% das intenções de voto, em um cenário com o ex-juiz Sergio Moro (19,8%) e Fernando Haddad (17,7%) como seus adversários. O levantamento é do Paraná Pesquisas.

Os dois candidatos que aparecem no cenário, no entanto, são tidos como pré-candidatos à presidência e ao governo do estado de São Paulo, respectivamente.

Para a revista, Datena destacou: "Mesmo se Moro e Haddad forem candidatos ao Senado, vai ser bom porque eu vou bater nos dois". O apresentador acredita que, caso Moro e Haddad realmente não entrem na disputa pelo Senado, ele consiga subir mais 10 pontos percentuais nas intenções de votos nas próximas pesquisas.

Questionado sobre qual partido se filiará para as eleições, o contratado da Band ressaltou que somente deve divulgar a legenda que irá recebê-lo em janeiro.

"Esse anúncio vai ficar para a segunda quinzena de janeiro. Eu continuo conversando com todos, mas as opções mais prováveis são PSDB e PSD", afirmou o jornalista, que tem diálogos com o PDT.

O Paraná Pesquisa ainda mostra a deputada estadual Janaína Paschoal (PSL) com 7,7%, o presidente da Fiesp Paulo Skaf (MDB) com 7,4% e o senador José Aníbal (PSDB) com 0,8% na corrida.

O instituto ouviu 1818 eleitores distribuídos em 88 municípios de São Paulo entre os dias 13 e 17 de dezembro. A pesquisa tem um nível de confiança de 95% e margem de erro de 2,5 pontos percentuais.
 
Datena segue indeciso na política

Apesar de ser cotado para a disputa pelo Senado, nada ainda está fechado sobre a vida política do jornalista. Ele, inclusive, ainda pode ser candidato ao governo de São Paulo pelo PSD em uma possível ida de Geraldo Alckmin para a chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição do ano que vem.

Com o início do diálogo entre Alckmin e Lula visando uma chapa mais do que inesperada para a Presidência da República colocou a primeira ideia em segundo plano. A saída de Alckmin para a disputa ao Palácio dos Bandeirantes abriria o caminho para Datena.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ELEIÇÕES 2022  |   20/05/2022 11h07





ELEIÇÕES 2022  |   19/05/2022 11h27


ELEIÇÕES 2022  |   19/05/2022 11h11







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb