POLÍTICA

Bolsonaro critica pesquisas de intenção de votos: "Compradas"


Foto:(Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro sugeriu haver irregularidades nas últimas pesquisas de intenção de votos para a eleição presidencial de 2022, nas quais ele aparece em ampla desvantagem em relação ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "Você ainda acredita em pesquisa? Pelo amor de Deus", disse Bolsonaro na noite desta quarta-feira, 22, no Guarujá, ao ser abordado por jornalistas. Em seguida, perguntado se as pesquisas estão erradas, respondeu: "Erradas não, estão compradas".
 
A declaração foi feita na entrada do Forte dos Andradas, onde o presidente descansa desde sexta-feira, 17. Bolsonaro e sua comitiva retornavam do centro da cidade, onde entraram em uma lotérica e cumprimentaram os funcionários, e jantaram em uma pizzaria. Ele estava ao lado do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e do ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que pretende concorrer a uma vaga no Legislativo federal.

Pesquisa Ipesp divulgada no dia 20 de dezembro apontou que Lula lidera a corrida eleitoral com 44% das intenções de votos, enquanto Bolsonaro (PL), que possui 24%.
 
O Datafolha, em levantamento divulgado no dia 16 deste mês, registrou que Lula tem 48% das intenções de voto. Bolsonaro aparece com 22%.

Já o Ipec, em pesquisa divulgada em 14 de dezembro, apontou que Lula aparece com 48% das intenções de voto, 27 pontos porcentuais à frente de Bolsonaro, que tem 21%.

Nos três levantamentos, os demais pré-candidatos aparecem com menos de 10% das intenções de voto.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   14/08/2022 11h34





POLÍTICA  |   13/08/2022 10h35


POLÍTICA  |   12/08/2022 12h10







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb