CULTURA

Artista de Barueri expõe no Centro Cultural Correios com apoio da Secretaria de Cultura


Foto: (Divulgação/Edgard Santo Moretti)

A Semana de Arte Moderna de 1922 é a grande inspiração da exposição de artes visuais que terá abertura no próximo dia 16, no Centro Cultural Correios. As 50 obras, entre pinturas e desenhos, são do artista de Barueri Edgard Santo Moretti, que tem o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo.
 
A visitação das obras estará aberta ao público gratuitamente a partir de 17 de dezembro e segue até 26 de fevereiro de 2022, de segunda a sexta-feira das 10h às 17h. O Centro Cultural Correios fica na Avenida São João S/N, Vale do Anhangabaú, Centro de São Paulo.

A exposição "Semana de 22 - Diálogos 100Tenários" é composta por trabalhos em linguagem PopArt dos quadrinhos, com diálogos e curiosidades dos jovens artistas modernistas. São Paulo e o Brasil comemoram o centenário da Semana de Arte Moderna no próximo ano. Foi um movimento que reuniu no Teatro Municipal de São Paulo um grupo de jovens artistas cujas obras e pensamentos mudaram o panorama das artes brasileiras.

Na abertura, os alunos do Núcleo de Dança de Barueri também participam da exposição com coreografias de ballet e dança contemporânea. Haverá ainda apresentação de piano com a professora Margateth Peres Mingattos, executando músicas de Villa Lobos.
 
Pensamento Modernista

 
"A mostra propõe um roteiro a partir da exposição de Lasar Segal a São Paulo em 1913, enfoca com destaque a polêmica exposição de Anita Malfatti na Rua Líbero Badaró em 1917, que aglutinou os jovens escritores e jornalistas de São Paulo, em torno do pensamento modernista resultando na realização da célebre semana de Arte Moderna e seus desdobramentos ao movimento antropofágico e das missões de pesquisas folclóricas", destacou Moretti.

Para Jean Gaspar, secretário de Cultura e Turismo de Barueri, comemorar a Semana de 22 é celebrar o rompimento com uma então arte conservadora, construindo uma corrente de vanguarda e uma cultura de caráter nacional.

"Eles (os Modernistas) abriram um caminho que não teve volta. Influenciaram as futuras gerações com a cultura e a arte nacional, afastando-se das reproduções de padrão europeu", afirmou Jean.
 
O secretário afirmou ainda que durante três anos trabalhou junto com o Edgard Moretti na Secretaria de Cultura e Turismo, sempre no sentido de valorizar a arte brasileira. Planejaram três Festivais de Artes na cidade: "100 anos da exposição de Anita Malfatti", "O Inquérito do Saci" e "Por um País de Paz".

Quem visitar a exposição poderá conferir as obras que representam de maneira bem-humorada em pinturas e narrativas antológicas. Entre as personalidades estão Mário de Andrade, Di Cavalcanti, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Monteiro Lobato, Raul Bopp, Piolin e Marcello Tupinambá.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






CULTURA  |   20/05/2022 15h13


CULTURA  |   17/05/2022 14h58







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb