CULTURA

Influenciadoras de Sorocaba debatem temática sobre universo feminino do teatro-filme Alethea Dreams


Foto:(Divulgação)

Mulheres influenciadoras de Sorocaba mediarão no dia 28 de outubro, às 20 horas, um debate sobre a temática do teatro-filme Alethea Dreams, uma produção apresentada pelo Ministério do Turismo e Instituto CCR, que integra a CCR ViaOeste, concessionária responsável pelo Sistema Castello-Raposo. As discussões serão sobre autoaceitação, crise de identidade e redes sociais relacionadas ao universo feminino. Participam desse encontro Bianca Celoto e Jéssica Menkel, ambas de Sorocaba. Elas terão como papel potencializar as discussões entre o público e o elenco da peça, que acontece através do canal youtube.com/artefranco
 
 Alethea Dreams é um espetáculo de teatro-filme dirigido por Jorge Nassarala, com direção de atores de Miwa Yanagizawa, a partir da peça homônima do dramaturgo Rafael Souza-Ribeiro (autor de Gisberta), cuja temática discute identidade e autoaceitação, além de levantar questões pertinentes à sociedade atual, como a reconstrução da própria imagem por parte de indivíduos que se veem obrigados a atender os padrões estabelecidos, muitas vezes por eles próprios. A obra dialoga com o universo da ficção científica e é apresentada como um quebra-cabeça, mostrando diferentes lados das personagens e como as relações sociais são construídas na atualidade. O elenco traz Francine Flach, Henrique Manoel Pinho, Luciana Malavasi, Monique Franco e Sabrina Faerstein.

Alethea Dreams estreiou nacionalmente no dia 9 de outubro, com transmissão pelo canal youtube.com/artefranco. O espetáculo está disponível On Demand, 24 horas por dia, todos os dias da semana, até 31 de outubro. Acessando o canal já é possível assistir um teaser e imagens dos bastidores das filmagens com depoimentos do elenco e da equipe.
 
Um teatro-filme desnudado

"Alethea Dreams" foi filmado no palco de um teatro que virou um grande set de filmagem, com uma estrutura que se assemelha a de uma produção de cinema. A equipe, de aproximadamente 30 integrantes, passou por várias mudanças até atingir o resultado desejado para esse formato novo do teatro-filme. As cenas foram capturadas com câmeras 4k, sendo que uma delas foi utilizada apenas para registrar os bastidores. Para esse novo formato, a escolha foi por uma interpretação mais realista, que contou com a ajuda de Miwa Yanagizawa, na preparação do elenco. O palco do teatro, inspirado pelo filme de Lars Von Trier "Dog Ville", transformou-se em cenário. Todos os ambientes da história foram dispostos nesse mesmo local, lado a lado, para que uma cena tivesse continuidade na outra com cortes não convencionais.


O desnudamento da cena e a quebra da fantasia, através da revelação de imagens dos equipamentos e da equipe em ação, conduziram a narrativa da montagem final do teatro-filme, reforçando ainda mais que se trata de um novo teatro, mas, ainda assim, teatro. Esse aspecto de desnudamento pode ser comparado com o distanciamento de Brecht no sentido de desconectar o espectador da fantasia, do enredo, e o conectar com a realidade dos bastidores para mostrar que o que está sendo assistido é ficção, mas ao mesmo tempo é real. A história está acontecendo com a personagem, mas poderia estar acontecendo com o espectador.
 

"Achei muito interessante a proposta de mostrar parte dos bastidores durante as filmagens. Fizemos a captação durante as gravações e só na montagem decidimos onde encaixar esses trechos. Acho que traz um respiro para história, além de mostrar para o público um pouco de como é esse trabalho por trás das câmeras", comenta o diretor Jorge Nassarala.


Empreendedorismo feminino

Em um cenário incerto e sem percepção de melhora tão cedo, as atrizes Luciana Malavasi, Monique Franco e Francine Flach se viram obrigadas a pensar em uma alternativa para o projeto. Alethea Dreams acaba sendo um registro da capacidade criativa e empresarial deste trio de artistas brasileiras, que arregaçaram as mangas e correram atrás, acreditando que seriam capazes de encontrar um jeito de viabilizar a continuidade do projeto original, interrompido temporariamente pela pandemia. Ainda assim, elas não descartam a volta da produção aos palcos.
 
 Sinopse de Alethea Dreams

Na trama, uma empresária premiada e bem-sucedida recorre a um misterioso experimento para reprogramar a própria identidade na tentativa de sanar sua crise existencial. Ao se olhar no espelho e não se reconhecer, Teresa B (Sabrina Faerstein) decide conhecer um procedimento inusitado que promete transformar a sua vida. É quando vai à Alethea e conhece a Dra. Betina (Luciana Malavasi), que tenta persuadi-la a se submeter ao experimento, ressaltando os benefícios oferecidos a uma mulher cansada da própria imagem, que precisa descansar. A partir daí, se estabelece o envolvimento pelo desenrolar da grande mudança de vida proposta em Alethea. Mas a escolha inusitada se desdobra em consequências irreversíveis, deixando claro que não é só a aparência física que está em jogo.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CULTURA  |   20/05/2022 15h13





CULTURA  |   17/05/2022 14h58


CULTURA  |   16/05/2022 19h24







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb