SEGURANÇA

67% dos bombeiros de Parnaíba são municipais, segundo TCE. Vereador solicita ao Governo de SP aumento do efetivo


Focos de incêndio no bairro Chácara das Garças - Imagem: Veridiano Peixoto

Nos últimos dias registros de incêndios na região tem ganhado notoriedade. Sejam em áreas urbanas como ocorreu em Barueri nesta quinta-feira (26), em um galpão de uma empresa química, ou em áreas de vegetação, atingindo principalmente Cajamar, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba, municípios circundados com extensos cinturões verdes.
 
As fuligens e o cheiro de queimado acabaram sendo rotineiros nesta semana, a qual inúmeros focos de incêndios foram identificados e mesmo combatidos. Contudo, a situação pôde ter piorado principalmente pelo clima seco que somado à negligência e falta de fiscalização desencadeou um efeito que dificultou a ação, principalmente do Corpo de Bombeiros, em atender os inúmeros chamados.

Em Santana de Parnaíba, recentemente, em uma ata para tomada de preços, a prefeitura relatou a falta de equipamentos adequados para combate a incêndios. Entretanto, outro ponto primordial e imprescindível recai no efetivo do Corpo de Bombeiros para atender determinada área.
 
O vereador Silvinho Filho (PSD) protocolou um requerimento na Câmara Municipal solicitando ao Governo Estadual estudos para disponibilizar um caminhão, além do aumento do efetivo local. A justificativa do parlamentar em citar a extensão territorial do município em seu requerimento trouxe à tona a urgente necessidade que Santana de Parnaíba possui em ter um efetivo maior.

De acordo com o Tribunal de Contas do Estado - TCE-SP, com dados divulgados em 2020 a partir de informações do Comando Geral do Corpo de Bombeiros referentes a 2019, o déficit de profissionais no efetivo do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo chegava a 13 mil profissionais. Entre 4 munícipios da região citados no documento, Osasco, o maior em população possuía 69 profissionais, seguido por Barueri com 50, Cajamar com 26 e Santana de Parnaíba com 15. Porém, Cajamar possuía a melhor proporção de efetivo existente/população: 0,0341%, seguida por Barueri, com 0,0192%, Santana de Parnaíba, com 0,0111% e Osasco, com 0,0102%.
 
Outra questão apresentada pelo TCE correspondia à participação de bombeiros municipais em relação ao total efetivo que atuava em cada município. Dos 54 listados, Santana de Parnaíba ocupava a 4° posição com o maior percentual, 67% de bombeiros municipais no comparativo com os do estado, ou seja, dos 15 profissionais ativos em Parnaíba, apenas 5 eram efetivos do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo. Barueri, Cajamar e Osasco não aparecem nessa lista, indicando que todo o efetivo é do estado.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






SEGURANÇA  |   08/05/2022 21h23


SEGURANÇA  |   08/05/2022 18h30







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb