ECONOMIA

Mercado aumenta projeção dos juros para 7,5% e revisa PIB para baixo


Divulgação

O mercado financeiro prevê uma inflação de 7% ao fim do ano e a Selic (indicador que regula os juros no país) a 7,5% tanto ao fim de 2021 como em 2022. As projeções foram reveladas nesta segunda-feira (16) pela pesquisa Focus, divulgada pelo Banco Central.
 
Antes, as previsões inflacionárias eram de 6,88%. Para 2022, a estimativa subiu para 3,9%, ante 3,84%. No entanto, o centro da meta perseguido pelo BC em 2021 era de 3,75% e para 2022 é de 3,5%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.Já as expectativas para o Produto Interno Bruto (PIB) foram revisadas para baixo. Para este ano, a previsão passou de 5,3% para 5,28%. Para 2022, a aposta dos especialistas passou de 2,05% para 2,04%.

Na última ata do Comitê Político Monetário (Copom), o BC passou uma mensagem austera de que os aumentos seguidos nos juros básicos são necessários para que as projeções de inflação fiquem na meta.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM





google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb