VIAGENS

Hotéis do Sesc mantém a excelência em hospedagem, respeitando os protocolos de segurança


Hotel do Sesc Caiobá, no litoral Paranaense - Veridiano Peixoto

O novo coronavírus impôs inúmeras restrições pelo mundo afora, e o setor do turismo foi o primeiro a sentir os impactos e o último no processo de retomada. Em junho desde ano, um balanço da Confederação Nacional do Comércio, de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estimou que os prejuízos do setor do turismo desde março de 2020 chegou R$ 355,2 bilhões, resultando na eliminação de quase 475 mil postos de trabalho.
  
No entanto, apesar de amargar um período tempestuoso, há quem se manteve ativo, mantendo todos os protocolos de segurança sem decair a qualidade dos seus serviços, como é o caso do Sesc.
 
A quem pense, principalmente as pessoas de São Paulo, que o SESC se resume apenas em unidades que oferecem atividades de lazer e cultura. No entanto o Serviço Social do Comércio dispõe de uma estrutura hoteleira em todas as regiões do país com 45 unidades.
   
Qualquer pessoa pode se hospedar, contudo os trabalhadores do comércio possuem valores menores em relação ao público geral, e todos contam com  hotéis e pousadas estrategicamente em locais como litoral do nordeste, sul e São Paulo, nas Serras Gaúcha e Catarinense, em Brasília, Caldas Novas, Roraima e mesmo no Pantanal.
 
Vista do quarto do Hotel Sesc Caiobá, em Matinhos, litoral Paranaense - Veridiano Peixoto
 
No litoral do Paraná, o Hotel Sesc Caiobá é quase um pé da areia.  A unidade localizada na cidade de Matinhos, conta com uma infraestrutura com complexo aquático, onde os hóspedes dispõem das três refeições, além da excelência dos serviços reconhecidos nacionalmente do Sesc.      





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



VIAGENS  |   24/02/2022 15h53





VIAGENS  |   18/02/2022 16h04


VIAGENS  |   16/02/2022 14h57







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb