RESPONSABILIDADE SOCIAL

Osasco acolhe em hotel pessoas em situação de vulnerabilidade


Foto:(Fernanda Cazarini/PMO)

A pandemia do coronavírus impactou a vida de milhares de cidadãos no mundo. No Brasil não foi diferente. Muitos perderam o emprego, a renda e acabaram nas ruas por não terem sequer condições de pagar o aluguel. Atenta a esse declínio econômico e social, a Prefeitura de Osasco fez nova parceria com o hotel Íbis e pelo segundo ano seguido está acolhendo pessoas em situação de rua. O atendimento começou semana passada e se estende até o mês de setembro.
 
A Secretaria de Assistência Social (SAS) já encaminhou para o hotel 16 pessoas. O contrato prevê um total de 30 acolhimentos para homens. No local eles recebem três refeições por dia (café da manhã, almoço e jantar). O encaminhamento é feito conforme a ocupação do Centro de Acolhida do Jardim Rochdale, na zona Norte.

O autônomo J.L, 56 anos, é um dos 16 acolhidos. Ele também sentiu os efeitos da pandemia ao perder o emprego em 2020, alguns meses após o início do confinamento social. “Estava há 5 meses nessa condição, porque a empresa em que eu trabalhava, em Curitiba, como representante comercial, não suportou a crise e faliu”.
 
Antes de ser encaminhado para o hotel, J. L. estava acolhido no Rochdale. Divorciado e pai de uma filha de 29 anos, que mora em Curitiba, ele já recebeu as duas doses de vacina contra o coronavírus e faz planos para retomar a vida, pois arrumou um novo emprego em uma construtora para atuar como consultor imobiliário.
 

“Está sendo um momento muito duro esse da pandemia. Não tive mais como pagar aluguel e faltava tudo: alimento, material de higiene. Mas tenho esperança de que tudo logo voltará ao normal. Sou muito grato a esse suporte que a prefeitura está me dando. Nunca pensei que uma cidade faria isso (acolhimento em hotel). É algo fabuloso. Mostra respeito com o ser humano”, avalia.


No ano passado foram acolhidas no Íbis 71 pessoas em situação de vulnerabilidade, entre os dias 30/4 e 30/10. Também foram acolhidas 100 pessoas no Rochdale (homens e mulheres) e 30 na unidade Centro.
 
Operação Inverno

Desde o dia 15 de junho (até 15 de setembro), a SAS realiza a Operação Inverno, por meio da qual faz abordagens à noite nas ruas e encaminha pessoas que assim o desejar para os três Centros de Acolhida: dois no Rochdale (um para homens, com 60 vagas, e outro para mulheres, com 50 vagas) e um no Centro (30 vagas).

A abordagem noturna é feita sempre que a temperatura for igual ou inferior a 13 graus. Também é feita arrecadação e entrega de roupas nas ruas para aqueles que não aceitam o acolhimento durante o período da operação.
 
O acolhimento nas unidades é realizado a partir das 16 horas. Primeiramente entram aqueles que já possuem vaga fixa. Em seguida, os que solicitam pernoite. A prioridade é para idosos, pessoas com deficiência ou problema momentâneo de saúde.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   23/09/2021 09h33


RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   14/09/2021 15h27


RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   14/09/2021 09h04




google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb