ECONOMIA

Receita abre consulta a terceiro lote do IR
Economia08/08/2019 11h38Por: Leandro Daher





Foto: (Divulgação/Internet)

Da Redação

Oscontribuintes poderão consultar se estão no terceiro lote de restituição deImposto de Renda (IR), a partir das 9h de hoje (8). O lote contempla tambémrestituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

O créditobancário para mais de 2,978 milhões de contribuintes será feito no próximo dia,somando R$ 3,8 bilhões.

Dessetotal, R$ 298,493 milhões são para contribuintes com prioridade: 7.532 idososacima de 80 anos, 44.062 entre 60 e 79 anos, 6.888 com alguma deficiênciafísica ou mental ou doença grave e 24.513 contribuintes cuja maior fonte derenda é o magistério.

Parasaber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página daReceita na internet, ou ligar para o Receitafone, 146.

Naconsulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato dadeclaração e ver se há inconsistência de dados identificada pelo processamento.

Nessahipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer aautorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receitadisponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, o que facilita aconsulta às declarações e à situação cadastral no CPF - Cadastro de PessoaFísica.

Arestituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte nãofizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet,utilizando o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, oudiretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso ovalor não seja creditado, o contribuinte poderá entrar em contato pessoalmentecom qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento(telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) paraagendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquerinstituição.

Os valores de restituição para cada exercício, e a respectiva taxa Selic aplicada como correção, podem ser acompanhados na tabela a seguir:

Fonte: Receita Federal

Fonte: Agência Brasil






COMENTÁRIOS




VEJA TAMBÉM