POLÍTICA

Pode estar nascendo uma frente para enfrentar Bolsonaro em 22.


Divulgação

A colunista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo publicou que as conversas de Lula e do PT para montar palanques com outros partidos nos estados têm como objetivo transformar o primeiro turno da eleição de 2022 já no segundo turno, definindo a disputa contra Jair Bolsonaro na primeira rodada. O objetivo de algumas lideranças, tanto do PT quanto dos partidos envolvidos, é amarrar um grande acordo que envolva também o PSB e o PSD -ainda que apenas em segundo turno nos estados.
 
Um dos desenhos imaginados, e ambiciosos, resultaria em uma divisão do mapa com candidaturas fortalecidas do PSD em Minas Gerais, com Alexandre Kalil, do PSB no Rio, com Marcelo Freixo (hoje no PSOL) e do PSB em SP, com Márcio França. No segundo turno, todos se uniriam em torno desses nomes -e de Lula para presidente, caso ele não liquidasse a fatura já na primeira rodada.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   09/08/2022 16h13





POLÍTICA  |   07/08/2022 10h38


POLÍTICA  |   06/08/2022 10h55







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb