EDUCAÇÃO

Pelas contas, há doses suficientes para total imunização dos profissionais da educação em Parnaíba que receberam a 1° dose.


Agência Brasil

A incerteza sobre a disponibilidade das chamadas 2° doses dos imunizantes tem deixado os grupos prioritários em constante alerta, e entre eles está ao dos profissionais da educação acima dos 47 anos, que em Santana de Parnaíba, a maioria, recebeu a primeira dose no dia 14 de abril. Com isso em pouco mais de dez dias, pelo menos 98,9% dos vacinados deverão receber a 2° dose do imunizante Coronavac, já que o prazo estabelecido pela Farmacêutica Sinovac é de 21 a 28 dias.
  
De acordo com a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) do Ministério da Saúde, com dados atualizados nesta segunda-feira (3) às 12:48, receberam a primeira dose no município 473 profissionais, e dois a 2° dose. A vacinação desses profissionais foi iniciada no dia 9 de abril, com uma aplicação, sendo no dia 14 o maior registro com 430 doses aplicadas, e encerrada em 22 de abril com mais 7 doses. Como o imunizante da AstraZeneca representa apenas 1,2% dos utilizados nessa fase, é possível garantir que até a primeira quinzena deste mês a maioria já terá completado a imunização.
 
O cenário é até positivo, e contraria a fala do secretário de saúde, José Carlos Misorelli, que no dia 9 de abril, durante uma live do prefeito Tonho (PSDB), com um até certo pessimismo informou o número de doses destinadas “Recebemos mil doses, a gente sabe que isso é insuficiente para todos os funcionários da educação acima de 47 anos, nós precisamos praticamente do dobro então nem todos serão vacinados imediatamente”, porém, ao contrário da previsão de Misorelli, há uma sobra de 525 doses, perfeitamente suficientes para imunizar os profissionais.
  
Nota: Vale destacar que há diferentes cenários nas salas de vacina relacionados com as características tecnológicas disponíveis (informatização e conectividade à internet). Assim sendo, foi estabelecido prazo máximo de até 48 horas para registro/transferência das doses aplicadas no Sistema de Informação, conforme Medida Provisória nº 1.026, de 06 de janeiro de 2021 e Portaria GM/MS Nº 69, de 14 de janeiro de 2021.Dessa forma, os dados exibidos no Painel Nacional poderão apresentar diferenças em relação aos divulgados pelas Unidades Federadas e Municípios, tendo em vista que nem todos os registros de doses aplicadas chegarão em tempo real.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



EDUCAÇÃO  |   13/05/2021 17h39


EDUCAÇÃO  |   10/05/2021 15h51


EDUCAÇÃO  |   10/05/2021 09h11




google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb