SAÚDE

Governo Bolsonaro tem a menor média anual de aplicação de vacinas desde 1994.


Foto:(Sérgio Lima/Poder 360)

O governo do presidente Jair Bolsonaro é, até o momento, o que menos vacinou brasileiros desde 1994, início da atual série histórica do DataSus. Em 2019 e 2020, foram aplicadas 208,6 milhões de doses de vacinas, o equivalente a 0,49 dose por habitante ao ano.
 
A média está bem distante do auge da vacinação no país, que foi durante o governo petista de Luiz Inácio Lula da Silva, que teve média de 0,81 dose por habitante. Na sequência aparece o tucano Fernando Henrique Cardoso, com 0,77.

FHC, no entanto, protagonizou o maior incremento na vacinação. No ano anterior a assumir o governo, o país aplicou 30,7 milhões de doses, ainda sob a presidência de Itamar Franco. Em 2000, ano em que mais foram aplicadas doses de vacina em todo o governo de FHC, foram 181 milhões. A média de Fernando Henrique é de 127 milhões por ano. Lula teve 151 milhões.
 
Fontes: Poder 360 / DataSUS (Vacina) / IBGE (População)

Na gestão Bolsonaro, esse número é de 104 milhões ao ano.

Dilma Rousseff aparece na sequência, com média de 0,72 dose por habitante e Michel Temer obteve 0,52. Nesse caso, porém, é necessária uma ponderação.

O ano com menos vacinas aplicadas foi 2016, quando ocorreu o impeachment. Naquele ano foram 92 milhões de doses. Para esta reportagem, o ano foi contabilizado como parte do governo Temer, que ficou no poder por mais tempo. Caso esse ano não fosse incluído na gestão do emedebista, sua média seria maior: 0,56. Ainda assim, estaria abaixo de Dilma.
 
RECORDE

O ano com maior número de vacinas aplicadas foi 2008, devido à campanha de erradicação da rubéola entre adultos. Foram aplicadas 40 milhões de doses contra a doença em adultos de 20 a 40 anos. O total foi 212.959.507 de doses em 2008.

O responsável pela pasta na época era o então ministro da Saúde José Gomes Temporão. Ao Poder360, ele destacou que, tanto na época quanto agora, o Brasil tem infraestrutura para encarar o desafio de aplicar o equivalente a 423 milhões de doses, caso a intenção seja a de imunizar toda a população contra a covid-19. "Basta ter vacina e vontade política", disse.
 
 
 
 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM





google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb