SAÚDE

Após Imprensa revelar, Butantan admite uso de tecnologia dos EUA na vacina Butanvac


Anúncio feito nessa sexta-feira (26) pelo governador João Dória (PSDB) - Governo de São Paulo

Para aliados, a obsessão do governador de São Paulo, João Dória (PSDB) por marketing em torno das vacinas contra a Covid-19, causou um certo mal estar no anúncio da Butanvac, após a Folha de S.Paulo revelar que o Instituto fez uso de tecnologia dos EUA para a vacina.
  
Na reportagem, o Hospital Mount Sinai de Nova Iorque diz que desenvolveu a vacina anunciada por Dória como 100% nacional. A informação foi confirmada pela TV Globo.
  
Tão logo tornada púbica, o Governo de São Paulo em nota admitiu que o Instituto Butantan  firmou parceria com o Hospital Mount Sinai, e diz “ter a licença de uso e exploração de parte da tecnologia, que foi desenvolvida pela Icahn School of Medicine do Hospital Mount Sinai, para obter o vírus, e que o uso dessa tecnologia é livre do pagamento de royalties e pode ser feito por qualquer instituição de pesquisa em qualquer parte do mundo” e afirmou que não divulgou o nome da instituição durante o lançamento da ButanVac, “já que a mesma não autorizou a divulgação de seu nome em comunicados oficiais do Butantan sobre a nova vacina
 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM





google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb