CENÁRIO URBANO

Anvisa dever aprovar a Coronavac e Doria podera ser o primeiro vacinado do Brasil




Foto: (Governo do Estado de São Paulo)

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deve autorizar neste domingo (17), em reunião da Diretoria Colegiada, o uso emergencial, temporário e experimental das vacinas do Instituto Butantan e da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

A data representa o penúltimo dia do prazo estabelecido pela própria Agência como meta para análise dos pedidos.
 
A reunião começa às 10h e deve durar 5 horas.

O Butantan pediu autorização para o uso emergencial da CoronaVac, desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Já a Fiocruz tenta a aprovação do imunizante desenvolvido pela Oxford e AstraZeneca. Ambas as solicitações foram apresentadas em 8 de janeiro.

A eficácia da CoronaVac veio aquém do esperado: 50,38%. Apenas profissionais da saúde foram voluntários nos testes, o que, de acordo com os responsáveis, explica o resultado.
 
Já a vacina da AstraZeneca apresentou um problema de metodologia no estudo de eficácia. Aplicou meia dose em parte dos voluntários e uma dose completa depois, quando o programa original era aplicar duas doses completas.
 
Governo de São Paulo


O Governador João Doria fará um pronunciamento para a imprensa neste domingo (17), às 15h, no Hospital das Clínicas – HCFMUSP, ao término da votação da Anvisa para a liberação emergencial da vacina do Butantan.

Especula-se que o governador possa vir a s ser o primeiro vacinado no Brasil.,
 
 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CENÁRIO URBANO  |   26/02/2021 16h18





CENÁRIO URBANO  |   26/02/2021 13h13


CENÁRIO URBANO  |   26/02/2021 11h17







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb