SAÚDE

Coronavírus pode permanecer na pele por cerca de 9 horas.




Divulgação.

Cientistas da Universidade de Medicina da Prefeitura de Kyoto, no Japão, concluíram em um estudo que o novo coronavírus (SARS-CoV-2) é capaz de permanecer ativo em amostras de pele humana por cerca de nove horas —tempo muito maior que o do vírus da gripe (duas horas). "O estudo mostra que o SARS-CoV-2 é muito mais estável na pele humana do que o vírus influenza. Por isso, pode ter um risco maior de transmissão por contato (quando uma pessoa toca na outra)", escreveram os autores da pesquisa, publicada no periódico Clinical Infectious Diseases.



 
 O resultado do trabalho científico reforça a importância de evitar tocar em outras pessoas e lavar frequentemente as mãos (ou higienizá-las com álcool em gel) para se proteger da covid-19. No trabalho científico, tanto o coronavírus quanto o influenza foram completamente inativados na amostra de pele 15 segundos após a aplicação de uma solução com álcool a 80% (lembrando que o álcool 70%, mais comum nas lojas do Brasil, também é eficaz).





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






SAÚDE  |  06/10/2020 - 16h


SAÚDE  |  05/10/2020 - 16h







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb