POLÍTICA

"Estaremos na linha de frente de uma batalha de resgate", afirmou Peccioli




Divulgação

O Partido Social Democrático (PSD) realizou na noite deste sábado (12) a sua convenção e encerra pelo menos a dos partidos que terão candidatos à prefeitura de Santana de Parnaíba. O partido presidido por Silvinho Peccioli Filho, principal nome também na disputa pelo legislativo, traz o seu pai e ex-prefeito Silvinho Peccioli como pré-candidato a prefeito, além de nomes experientes na composição dos pré-candidatos à Câmara Municipal, como dos ex-vereadores Agnaldo Moreno, Guilherme Correa, Nequinho Desanti e Jamil Akkari, mas também aposta na juventude.


Estiveram presentes também o vereador Magno Mori (PSB) pré-candidato à vice na chapa, e seu irmão Pedro Mori que também, após 16 anos voltará a disputar uma eleição para o legislativo Parnaibano.  Outros nomes presentes foram de Lau Alencar, presidente do partido em Osasco, e uma das principais lideranças do PSD, e de Toninho Furlan (PDT), irmão do prefeito de Barueri, Rubens Furlan.
  
Ao ser anunciado pelo presidente do partido, o pré-candidato Silvinho Peccioli foi enfático “Estaremos na linha de frente de uma batalha de resgate de Santana de Parnaíba”  e destacou a questão de desemprego, que há anos vem assolando o município, e chegou a citar a ajuda emergencial do governo federal, e até de outros municípios, algo que não ocorreu em Santana de Parnaíba, e rebateu as críticas sobre não ter feitos obras em sua gestão, as enumerando, além de pontuar as ações realizadas pela atual gestão, que segundo ele não conseguiram sanar os problemas da cidade.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM





google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb