CENÁRIO URBANO

Desvios na Igreja




Reprodução

O Ministério Público do Estado de Goiás (MP/GO) chegou a pedir a prisão do padre Robson de Oliveira Pereira, reitor do Santuário Basílica de Trindade. O pedido foi feito no âmbito do processo que culminou na Operação Vendilhões, que investiga irregularidades na Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), no qual padre Robson é fundador e presidente.

Segundo o MP/GO, a prisão seria necessária porque os desvios de dinheiro estariam ocorrendo há anos. Os promotores também pediram o afastamento do pároco do cargo de presidente da Afipe.
 
Em entrevista coletiva, na tarde desta sexta-feira (21), o promotor de Justiça Sebastião Marcos Martins explicou que a movimentação financeira investigada chega à quantia de R$ 1,7 bilhão.
Segundo os procuradores, foi descoberta uma teia de movimentações financeiras, envolvendo a compra e venda de imóveis – casas, apartamentos e fazendas – em Goiás e outros estados, além de transferências de valores entre contas bancárias. "A Afipe é hoje uma grande empresa. Ela tem o argumento religioso, mas se converteu em uma grande empresa no estado de Goiás", afirmou o promotor.

Entre os imóveis investigados está uma casa na praia, na Bahia.

Na operação desta sexta, o MP informou que encontrado dinheiro nos locais das buscas e apreensões, cujo valor ainda está sendo contabilizado.
 
Padre pede afastamento

No fim da tarde da sexta-feira (21), o padre Robson pediu afastamento de suas funções do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno e da Afipe. A informação foi divulgada pela Arquidiocese de Goiânia, que declarou que o sacerdote deve permanecer afastado ‘até que se esclareçam todos os fatos’. No lugar de padre Robson assume o padre André Ricardo de Melo, provincial dos Missionários Redentoristas de Goiás.
 
A arquidiocese afirmou ter sido ‘surpreendida’ com a ação do MP, mas aceita ‘com humildade’ as investigações. A entidade afirmou, também, que está, junto a Província dos Missionários Redentoristas de Goiás, ‘aberta para apurar com transparência quaisquer denúncias em desfavor de seus membros’.
 
 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CENÁRIO URBANO  |  17/09/2020 - 08h





CENÁRIO URBANO  |  14/09/2020 - 12h


CENÁRIO URBANO  |  14/09/2020 - 11h







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb