CENÁRIO URBANO

Santana de Parnaíba registra a 3° maior elevação no número de óbitos da Grande São Paulo.




Reprodução.

Pelo segundo mês consecutivo Santana de Parnaíba teve um aumento no percentual do número de óbitos, e o mês de julho já pode ser considerado o maior dos últimos anos com um total de 79, segundo o Portal da Transparência de Registro Civil. A variação entre os meses de junho e julho apresentou um aumento de 25,4%, índice que coloca o município como o 3° maior da Grande São Paulo (exceto capital), em cidades com população acima de 100 mil habitantes, ficando atrás apenas de Suzano e Jandira. Quando verificado as causas de óbitos no painel do Portal, a Covid-19 aparece como a principal com um total de 16, seguida por insuficiência respiratória e infarto, ambos com 7 registros, pneumonia com 5 e Septicemia com 4, SRAG, AVC e demais óbitos cardiovasculares somados chegam 5, enquanto os demais  chegam a 10.
O pico de óbitos verificados na Grande São Paulo ocorreu no mês de maio, quando as cidades registraram um significativo aumento de mortes se estendendo ao mês de junho e passando a recuar em julho. No entanto, municípios com população superior a 100 mil habitantes como Caieiras, Jandira, Mauá, Ribeirão Pires, Santana de Parnaíba e Suzano mantiveram os aumentos, e Suzano, Jandira e Santana de Parnaíba foram as que apresentaram respectivamente os maiores percentuais de registros.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CENÁRIO URBANO  |  22/09/2020 - 07h





CENÁRIO URBANO  |  17/09/2020 - 08h


CENÁRIO URBANO  |  14/09/2020 - 12h







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb