POLÍTICA

Pai e filha na mira do Ministério Público Federal.




Reprodução.

O Ministério Público Federal denunciou nesta sexta-feira (3), o senador José Serra (PSDB) e sua filha Verônica Allende Serra por lavagem de dinheiro à época que era governador de São Paulo. Policiais federais cumpriram nesta manhã oito mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-governador em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Segundo a denúncia da força tarefa da Operação Lava Jato, em 2006 e 2007 Serra recebeu vários pagamentos da empreiteira Odebrecht em contas no exterior, em um total de R$ 4,5 milhões. O MPF disse que “supostamente” o dinheiro seria usado para pagamento de despesas das campanhas eleitorais do então governador.
 
Em troca do dinheiro, Serra teria permitido que a Odebrecht, junto com outras empresas, operasse um cartel, combinando os preços das obras para a construção do trecho sul do Rodoanel.
 
“No caso da Odebrecht, essa atuação servia para se atingir a meta de lucro real estabelecida para sua participação nas obras do Rodoanel Sul, pelo superintendente Benedicto Júnior, de 12% sobre o valor do contrato, o qual só foi possível de atingir diante da inexistência de competição no certame licitatório, em razão da formação prévia de um cartel”, afirmam os procuradores na denúncia.

Bloqueio

Além dos mandados, o Ministério Público Federal informou que obteve autorização judicial para bloquear R$ 40 milhões em uma conta na Suíça. De acordo com a denúncia, Serra teria recebido da Odebrecht mais R$ 23,3 milhões em 2009 e 2010 para liberar R$ 191,6 milhões em pagamentos da estatal estadual Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) à empreiteira.

Mais de 70 anos

José Serra tem 78 anos e por isso não vai responder a crimes atribuídos a ele até 2010, como corrupção, por exemplo, e também porque os crimes prescreveram – o tempo de prescrição cai à metade quando a pessoa tem mais de 70 anos. Mas  o senador tucano responderá por supostos crimes de lavagem de dinheiro que ocorreram após essa data, e que, segundo o MPF, foram cometidos até 2014.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |  01/08/2020 - 19h





POLÍTICA  |  30/07/2020 - 16h


POLÍTICA  |  30/07/2020 - 11h







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb