POLÍTICA

Próximo! Decotelli pede demissão antes de ser empossado.




Reprodução.

Carlos Alberto Decotelli não será mais o Ministro da Educação. Decotelli pediu demissão do cargo 5 dias depois de ser anunciado pelo Presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O motivo da saída, oficializada nesta terça-feira (30), foi o desgaste sofrido por conta dos erros e inconsistências presentes em seu currículo.  O então ministro havia sido nomeado, mas não empossado, o próprio presidente teria convencido o agora ex-ministro a entregar uma carta deixando o cargo.
 
 
Próximo!
 
Um novo nome deve ser anunciado nos próximos dias. A aposta é que o quarto nome para o MEC possa ter um perfil mais parecido com o de Weintraub, que “conversa” bem com a ala dos ideológicos do governo. Decisão essa que contraria a ala ponderada, representada pelos militares.

Contudo, voltaram a circular nos corredores do Planalto os nomes do secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, e o ex-assessor do MEC Sérgio Sant’Ana.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |  24/09/2020 - 14h





POLÍTICA  |  24/09/2020 - 12h







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb