ECONOMIA

Banco Central suspende os pagamentos via Whatsapp.




Reprodução

Durou poucos dias. Na tarde de ontem (23), o Banco Central anunciou que as atividades do WhatsApp Pagamentos deverão ser suspensas em território nacional. Segundo a instituição, é necessário realizar uma avaliação de riscos para que evitar o que considera “danos irreparáveis no que se refere à competição, eficiência e privacidade de dados.”

A ordem se aplica às bandeiras Visa e Mastercard e tem validade imediata. Liberada inicialmente a 1,5 milhão de usuários, a solução, associada à carteira digital Facebook Pay, se estendia, neste primeiro momento, a clientes do Nubank, do Sicredi e do Banco do Brasil, tendo sido lançada na semana passada.
 
Ainda de acordo com a entidade, a decisão foi tomada para “preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato”.
A medida que pode ser temporária, caso seja descumprida, tanto Visa quanto Mastercard estarão sujeitas a multas e processos administrativos. Os pagamentos eram processados pela Cielo, que cobrava 3,99% sobre o valor das transações feitas por empresas no WhatsApp Business. No caso de pessoas físicas, as transferências eram gratuitas.
 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM





google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb