ECONOMIA

Região fecha mais de 22 mil postos de trabalho em Abril




Reprodução

Matéria atualizada*

O saldo entre o número de empregos criados e o de desempregos teve registro negativo nas cidades da Região Oeste em abril, o que demonstra que mais pessoas perderam emprego quando comparado com aquelas que conseguiram. É o que mostra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED. Regionalmente, compreendendo os municípios  de Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco e Santana de Parnaíba, o número de desempregados no mês passado alcançou 22.343 pessoas, diante de 11.656 admitidos, um saldo negativo de 10.687. Individualmente Barueri foi onde ocorreu o maior número de demissões: 11.135, em contrapartida foi o que também mais gerou empregos, com 7.128 novos postos. Em janeiro o número de pessoas empregadas chegava a 561.227. No acumulado do primeiro quadrimestre, Cajamar, Osasco e Santana de Parnaíba tiveram saldo negativo em 3 meses
 
 
Saldo do Primeiro Quadrimestre de 2020
 
Barueri: Janeiro -159, Fevereiro: 301, Março:1.081 e Abril: - 4.007.
 
Cajamar: Janeiro: -113, em Fevereiro: 336, Março: -94 e Abril: -763.
 
Carapicuíba: Janeiro: 87, em Fevereiro: 242,  Março -28, em Abril: -618
 
Itapevi: Janeiro: -13, em Fevereiro: 140, Março: -168 e Abril: -445
 
Jandira: Janeiro: 181, em Fevereiro:107, Março: -84 e Abril: -248
 
Osasco: Janeiro: -370, em Fevereiro: 275, em Março: -1601 e Abril: -3282
 
Santana de Parnaíba: Janeiro: -78, em Fevereiro: 528, em Março: -713 e Abril - 1321  

* Matéria atualizada referente aos dados. A divulgação dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) ficou suspensa até maio de 2020. A justificativa da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia era que as empresas não haviam informado os dados de demissões dos meses de janeiro e fevereiro, o que inviabilizou a consolidação do cadastro. A matéria veiculada pelo jornal O Anhanguera no dia 30 de maio, intitulada "Região fecha mais de 22 mil postos de trabalho em Abril" se baseou nos dados divulgados pelo próprio Ministério do Trabalho no ano de 2020, contudo, as atuais informações disponíveis no próprio CAGED apresenta dados divergentes daqueles inicialmente veiculados, com isso alteramos os números reportados em maio pelos atuais.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ECONOMIA  |  23/09/2020 - 11h





ECONOMIA  |  09/09/2020 - 12h







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb